Motivos para te ajudar a decidir parar de fumar

As crianças sofrem de tabaco passivo

Em primeiro lugar, as crianças expostas à fumaça do tabaco têm quatro vezes mais chances de ter câncer de pulmão na idade adulta, essa é uma das razões para qual parar de fumar é tão importante. Segundo dados fornecidos pelo INCA, 28% da mortalidade e 61% da morbidade associada ao tabagismo passivo ocorreram em crianças. Além disso, crianças em residências com fumantes sofrem mais infecções respiratórias e internações hospitalares, conforme publicado recentemente. Fumar em carros é também prejudicial para crianças e até para seu pet.

Procure ajuda profissional

Em segundo lugar, apenas 5% dos fumantes conseguem deixar de fumar sem ajuda médica profissional. Em vez disso, as chances de sucesso são multiplicadas por 10 com ajuda profissional. Segundo dados publicados a partir de um estudo cientifico realizado pela UEMG (Universidade do Estado de Minas Gerais), 70% dos fumantes querem descobrir como parar de fumar, mas apenas 2 em cada 10 solicitam ajuda profissional.

Para parar de fumar, você deve estar ciente e saber que precisa fazer um esforço sério atingir seu objetivo. E, acima de tudo, coloque-se nas mãos de um profissional de saúde com conhecimento suficiente sobre isso.

O tratamento mais eficaz é aquele que combina apoio psicológico para combater a tendência psíquica do fumante, juntamente com o tratamento medicamentoso para combater a dependência física da nicotina.

O mais apropriado, acrescenta o médico, é procurar um profissional de saúde que realizará um estudo para diagnosticar quais são realmente as características do fumante. Com esse relatório em mãos, alguns fumantes deverão ser encaminhados para unidades especializadas, mas outros poderão seguir o tratamento seguindo as instruções do profissional de saúde.

Unidades de fumantes

Essas unidades especializadas são chamadas Unidades de Fumo e consistem principalmente em centros que oferecem tratamento abrangente, interdisciplinar e supervisionado para parar de fumar. Além disso, na parte médica e farmacológica, eles ensinam você a viver sem o cigarro. O problema é que nem todos os hospitais têm uma unidade para fumantes.

Um bom número de hospitais no Brasil tem unidades para fumantes, mas eles não funcionam com capacidade total. Ou seja, são mais consultas para fumantes do que unidades como tais.

Por fim, a Rede de Unidades de Fumar em plena capacidade é muito pobre. Não há unidades. Desde a INCA, especialistas sempre exigem que o governo melhore e aumente as unidades da rede pública.

Estendendo as unidades como centros especializados no tratamento do tabagismo, nas quais trabalham em plena capacidade de prestar assistência médica aos fumantes, ajudando-os a parar de fumar.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *